Gripe H1N1: fundação especialista em limpeza alerta para cuidados na hora de higienizar as mãos

A Fundação do Asseio e Conservação do Estado do Paraná (FACOP), especialista em limpeza, está iniciando uma campanha que alerta para a importância da higienização das mãos como forma de prevenir doenças, entre elas, a tão temida gripe H1N1. Aproveitando as comemorações do dia 5 de maio, dia estipulado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em que se comemora o Dia Mundial de Higienização das Mãos, a FACOP está lançando um vídeo instrutivo que orienta sobre a forma correta de realizar o procedimento.

A campanha, independente, serve como apoio à OMS, que entende a importância que a limpeza possui na preservação da saúde. “Durante o tempo que fui presidente da WFBSC, federação mundial na área da limpeza, estabeleci parceria com a Cleaning For Health, organização que busca reconhecer o papel da limpeza para a saúde pública. Juntos, realizamos uma campanha que mostrava sobre a importância de manter as mãos higienizadas para evitar diversas doenças”, conta Adonai Arruda, presidente da Facop.

Neste ano, a campanha está sendo lançada pela Fundação em diversas línguas, com o intuito de atingir o maior número de pessoas e conscientizar as pessoas. “Esta é uma ação tão simples e, ao mesmo tempo, tão valiosa. E ninguém melhor que a Facop, referência quando o assunto é limpeza e com o seu know how em produção de EaD, para disseminar este conhecimento”, conclui Adonai.

A própria fundação oferece aos seus alunos, em todos os cursos, uma prática de higienização das mãos, que é realizada em forma de dinâmica. “Como fundação que tem como especialidade a limpeza, decidimos compartilhar esse conhecimento com a população. A higienização das mãos deve ser realizada corretamente durante o ano todo, mas com a chegada do inverno e a iminência da gripe H1N1 é muito importante redobrarmos os cuidados”, explica Cássia Almeida, superintendente executiva da Fundação.

A ideia é divulgar o material nos mais diversos segmentos e meios de comunicação, orientando profissionais como agentes de limpeza, educadores, crianças, empresas, enfim, a população num geral. “As mãos ainda são o maior meio de contaminação de qualquer doença, o que mostra a importância de instruirmos cada vez mais a população. Hoje em dia, com equipamentos como o celular, que dependem de manipulação direta e frequente, essa higienização se torna ainda mais importante”, afirma Juliana Wille, instrutora e coordenadora da área de limpeza profissional na Facop.

Gripe H1N1

No Paraná, somente neste ano e ainda longe das baixas temperaturas, segundo dados da Secretaria de Saúde do estado, já foram registrados 7 casos confirmados da gripe Influenza A, conhecida como H1N1. E, com a proximidade do inverno, campanhas de vacinação já estão sendo realizadas nas unidades de saúde. Mas, conforme alerta a própria Secretaria, somente a vacina não basta, é preciso agir preventivamente e tomar os cuidados necessários para evitar a contaminação, e a higienização das mãos é o primeiro passo.

Entre os sintomas da gripe estão febre alta, tosse, dor de cabeça, dores musculares, falta de ar, espirros, dor de garganta, fraqueza, coriza, congestão nasal, vômitos e diarreia.

Assim, ao lançar a campanha educativa, a FACOP reforça seu compromisso da disseminação o conhecimento, além de contribuir para uma melhor qualidade de vida da população. “É importante lembrarmos que a higienização das mãos deve ser realizada diariamente, não somente com a proximidade do inverno”, lembra Juliana.

A Facop

A Fundação do Asseio e Conservação do Estado do Paraná (Facop) é uma entidade privada sem fins lucrativos, que tem como objetivo capacitar e qualificar profissionais do setor de asseio e conservação por meio de uma metodologia própria, que combina teoria, prática e aspectos comportamentais, visando à valorização do profissional no mercado de trabalho.