Coleta de lixo eletrônico: campanha vai até dia 19 de janeiro

Os lixos eletrônicos possuem componentes químicos como mercúrio, chumbo, fósforo, que podem contaminar o ar, a água e o solo

O que fazer com o lixo eletrônico?  A  Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços de Limpeza e Conservação (Febrac) e sindicatos filiados promovem até o dia 19 de janeiro, uma campanha de coleta de lixo eletrônico em sete estados brasileiros.

Para trazer mais informações sobre o assunto, o Revista Brasil entrevistou o presidente da Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços de Limpeza e Conservação (Febrac), Edgar Segato Neto.

Ele esclarece que lixo eletrônico é todo resíduo material produzido pelo descarte de equipamentos eletrônicos: “monitores de computadores, os próprios computadores, celulares, baterias,TV, câmeras”, diz.

“O objetivo principal da campanha é conscientizar a população para evitar a contaminação do meio ambiente. Todos os exemplos citados possuem anteriormente na sua produção, componentes químicos como mercúrio, chumbo, fósforo, entre outros, que jogados de qualquer forma no meio ambiente pode trazer consequências gravíssimas, não só para fauna e flora,mas como também para população como um todo”, explica.

Segundo o presidente da Febrac, no Brasil o consumo desses produtos é muito grande, mas a forma de descarte ainda não está muito organizada, diferentemente de países da Europa, Estados Unidos, Canadá e Japão que tem todo um regramento com relação a isso.

Clique aqui e ouça a entrevista com o presidente Edgar Segato Neto.

O Revista Brasil é uma produção das Rádios EBC e vai ao ar, de segunda a sábado, às 8h, na Rádio Nacional AM Brasília. A apresentação é de Valter Lima.

Fonte: Rádio EBC