SEAC-PR oferece benefícios exclusivos a associados durante período de pandemia

Diversas medidas foram tomadas como forma de beneficiar empresas associadas ao Sindicato

O SEAC-PR, entidade que representa empresas do setor do asseio e conservação do estado do Paraná, apresentou recentemente diversas medidas que têm como objetivo amenizar os impactos causados pela pandemia do novo Coronavírus às empresas associadas. Todas as conquistas fazem parte dos benefícios que podem ser aplicados aos membros do quadro associativo do SEAC-PR.

“O papel do Sindicato é fazer com que empresas do setor saiam mais fortalecidas de todas as situações, sobretudo as que se mostram difíceis, como esta que estamos passando agora. Como entidade representativa é nosso dever lutar por conquistas como essas, e estamos continuamente empenhados em trazer tais conquistas”, afirma o presidente do Sindicato, Adonai Arruda.

Entre estas, estão mais um mês de contingenciamento nas mensalidades associativas. Com 100% de contingenciamento desde o início da pandemia, as empresas associadas somente voltarão a se preocupar com essa questão a partir do mês de agosto, quando o consultor jurídico do SEAC-PR, Dr. José Paulo Damaceno, irá elaborar um contrato de extensão associativa, com diluição dos valores para tempos futuros. Além disso, o Sindicato conquistou, junto ao Benefício Social Familiar, o contingenciamento de mais dois meses – agosto e setembro – nos mesmos moldes do período entre março e maio.

Ainda, como forma de trazer mais valor ao setor do asseio e conservação, foi enviado ao Governo do Estado uma carta que sugere ações como forma de combater a pandemia.  “Cada vez mais o Governo vem entendendo a importância que o setor possui nessa batalha contra a Covid-19. São milhares de trabalhadores que estão contribuindo para que a pandemia possa ser apoiada no aspecto higienização, oferecendo mão de obra qualificada e profissionalismo”, disse Adonai.

Entre as demais conquistas, estão o contingenciamento de 25% do plano de saúde por mais 30 dias, e um retorno de somente 50% nas mensalidades do Fundo de Formação, responsável pela manutenção da FACOP, Fundação pioneira e que vem exercendo um papel fundamental no combate à pandemia, com consultorias, cursos, orientações e diversas ações diferenciadas. “A FACOP vem se demonstrando cada vez mais como peça-chave para este momento, pois, além de oferecer professores e uma equipe de alto nível, pronta para atender empresas e trabalhadores, ainda está lançando um grande portal de cursos a distância, que têm como objetivo auxiliar empresas e profissionais no mundo todo a se profissionalizarem ainda mais”, conta Adonai.

Termos aditivos à Convenção Coletiva

Em parceria com a Feaconspar e o Siemaco, o SEAC-PR conquistou para empresas associadas dois termos aditivos à Convenção Coletiva de Trabalho, como forma de garantir  mais segurança ao setor. Com vigência estabelecida durante o estado de calamidade decretado pelas autoridades, e exclusivo a associados ao SEAC-PR, o primeiro termo garante que, no caso de recontratação de empregados, não será considerado o tempo anterior para fins trabalhistas. Ainda, o segundo termo aditivo autoriza que funcionários das empresas associadas que exercem atividades como recepção, portaria, controlador de acesso, entre outras similares, poderão realizar a aferição de temperaturas em espaços públicos e privados sem que haja acréscimo salarial e ainda que não previsto em contrato de trabalho. No entanto, esta atividade será realizada desde que todas as medidas preventivas sejam tomadas.

“São pontos que irão fazer diferença no dia a dia das empresas e que só foram contempladas pelo bom relacionamento e parceria que temos com o sindicato laboral. São essas ações que fazem do SEAC-PR uma entidade de referência e de respeito no Brasil e no mundo”, finalizou Adonai Arruda.