Outubro Rosa: a cada 100 mil mulheres, 56 têm câncer de mama

SEAC-PR apoia todas as campanhas de prevenção e está na luta contra o câncer

O mês de outubro está chegando ao fim, mas os cuidados com o câncer de mama não! Como um setor que emprega em sua maioria mulheres, o SEAC-PR traz para a discussão o câncer de mama, segundo tipo que mais acomete brasileiras. Segundo dados no Ministério da Saúde, somente em 2019 foram diagnosticado 59.700 novos casos da doença, e o câncer de mama representa 25% de todos os cânceres que acometem mulheres.

“Toda e qualquer ação desenvolvida em âmbito público ou privado é de extrema importância para garantir a saúde das mulheres. Nosso setor é um dos que mais contrata mulheres, e todos devemos estar atento à causa do Outubro Rosa. A Fundação de Asseio e Conservação, Serviços Especializados e Facilities, a FACOP, por exemplo, todos os anos realiza ações com as trabalhadoras para que elas possam obter mais informações a respeito do assunto e, assim, realizar a prevenção, que é extremamente importante”, ressalta o presidente do SEAC-PR, Adonai Arruda.

E a prevenção é realmente é o melhor remédio, afinal, quanto mais cedo for diagnosticado, mais chances de cura. Por isso, a recomendação do Ministério da Saúde é a de que mulheres de 50 a 69 anos façam a mamografia a cada dois anos, assim como mulheres que tenham histórico de câncer de mama na família.

Sintomas

Entre os principais sintomas estão: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Não há uma causa única para o câncer de mama. No entanto, alguns fatores podem auxiliar no desenvolvimento da doença, como: envelhecimento (quanto mais idade, maior o risco de ter a doença), fatores relacionados à vida reprodutiva da mulher (idade da primeira menstruação, ter tido ou não filhos, ter ou não amamentado, idade em que entrou na menopausa), histórico familiar de câncer de mama, consumo de álcool, excesso de peso, atividade física insuficiente.

FACOP

No dia 26 de outubro (sábado), a FACOP contará com uma programação especial para as trabalhadoras do setor que estiverem na Fundação e para a população local. Enfermeiras do SESMT Coletivo prestarão orientações e atendimentos individualizados sobre como realizar o autoexame, além de poderem tirar dúvidas e saber mais sobre os cuidados contra o câncer de mama. Ainda, quem estiver por lá poderá conferir, às 10h uma palestra especial falando sobre prevenção ao câncer de mama.

A FACOP está localizada na Rua César Augusto Ferri, 95 – Bairro Tanguá – Almirante Tamandaré. O telefone para contato é (41) 3699 0090.